O Blogue das Bibliotecas Escolares / Centro de Recursos Educativos do Agrupamento de Escolas Alfredo da Silva surge com o objetivo de manter informada toda a comunidade educativa sobre os recursos que se vão adquirindo, as atividades que se realizam e outros assuntos considerados de interesse.
Lançamos, desde já, um desafio aos nossos visitantes no sentido de nos fazerem chegar as críticas e as sugestões que considerem pertinentes para que possamos melhorar este serviço indo ao encontro das expetativas e interesses de todos.


segunda-feira, junho 08, 2020

Diário de Quarentena


Dia 1 – 14 de março
Estamos em casa em isolamento social e tudo porque apareceu na China um vírus da família da Gripe, altamente contagioso que se transmite fácil e rapidamente. Este vírus, sem o mundo dar por isso, chegou a praticamente todos os países, não escolhendo as pessoas pela sua raça, género ou etnia. 
Sabemos agora, após apenas 2 meses do seu início, que é altamente perigoso para as faixas etárias acima dos 70 anos. Porém, como qualquer um de nós pode ser portador deste vírus, o Governo decretou Estado de Emergência, obrigando praticamente todos os cidadãos a ficar em casa. Ainda antes dessa decisão, por perigo de contágio, mandou encerrar todos os estabelecimentos de ensino, o que significa que nos encontramos em casa, sem previsão de regresso à escola.
Tempos difíceis estes que estamos a passar agora, quase que tenho a sensação de estar de férias, mas tendo em conta que vou recebendo alguns contactos por parte dos professores, a enviarem tarefas para resolver, essa ideia acaba por ser esquecida.
Uma vez que tenho imenso tempo livre, vou aceitar a proposta da professora de Português e tentar utilizar esta forma para passar melhor o tempo e também ter como desabafar, mas, sobretudo, dar o meu ponto de vista sobre esta situação que nos tem tocado a todos.
Neste primeiro dia de quarentena (dia 14 de março), passei a maior parte do tempo deitado, a relaxar e a tentar interiorizar tudo o que estava a acontecer. Recebi também a informação de que o meu pai, que está a trabalhar em Angola e que tinha a viagem de volta para Portugal agendada para o final deste mês, teve a sorte de conseguir apanhar o último avião que partiu de Luanda para Portugal. Fiquei bastante aliviado pois, mesmo Angola não tendo nenhum caso ainda oficial, prefiro passar esta quarentena com ele presente no nosso país!
Como esta situação está a afetar todos os setores de atividade, apercebo-me também das dificuldades que a minha família está a ter com o encerramento da escola privada que gerem. Por se tratar de um estabelecimento de ensino privado, sobrevive apenas com as mensalidades dos pais e tenho-me apercebido da apreensão dos meus pais e avós, com receio de não conseguirem pagar aos seus colaboradores.
Porque somos uma família, ofereci-me para ajudar a criar uma forma de comunicação entre a equipa da escola e os pais das crianças. A minha experiência na plataforma onde jogo com os meus amigos possibilitou criar um grupo de trabalho que se revelou um sucesso para todos.
Rapidamente, conseguimos colocar toda a equipa do colégio a partilhar com pais e filhos as experiências e os conselhos, de modo a encurtar o distanciamento.
Esta experiência alegrou-me bastante, pois consegui contribuir para ajudar no negócio da família, o que fez com que me sentisse como uma parte ativa.
No final do dia, tento exercitar-me para poder manter a postura física.
Este foi o primeiro dia deste novo capítulo da minha vida. Espero conseguir continuar a escrever amanhã.
Resta-me dizer que, agora mais do que nunca, precisamos da ajuda de todos para ultrapassarmos esta fase difícil, mas todos juntos vamos conseguir!
                                                                                                                 Francisco

Sem comentários:

Enviar um comentário